Portal de Indaiatuba

Sexta-feira, 19 de Julho de 2024
Rádio Jornal
Rádio Jornal

Notícias Região

Em Hortolândia, ministro destaca importância da Central de Tratamento Consimares para a região

Obra de saneamento pioneira no Brasil combinará meio ambiente e geração de energia recuperando resíduos não-recicláveis

Em Hortolândia, ministro destaca importância da Central de Tratamento Consimares para a região
Maurício Baroni foi elogiado pelos prefeitos parceiros do Consimares pela sua brilhante atuação a frente do consórcio.
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O projeto da Central de Tratamento Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Campinas) foi valorizado no discurso de autoridades, nesta segunda-feira (11/12), durante o evento de lançamento do Programa Municipal de Eficiência Energética da Prefeitura de Hortolândia, com foco na produção de energia solar. O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e o prefeito Zezé Gomes destacaram a Central de Tratamento, que transformará resíduos não-recicláveis em energia elétrica, como outra importante fonte geradora de energia limpa e renovável.

Em seus discursos, o prefeito e o ministro fizeram questão de reforçar os apoios ao projeto Consimares que atende padrões mundiais de sustentabilidade, com baixa emissão de carbono e fomento à economia circular. “O Consimares está junto na eficiência energética e a grande usina de lixo que vai sair lá em Nova Odessa, que é compromisso do Consimares e Hortolândia também faz parte, nós devemos ao incansável trabalho do companheiro Mauricio Baroni”, assinalou Zezé Gomes, referindo-se ao presidente do Consimares e prefeito de Elias Fausto.

O Ministro de Minas e Energia também frisou a importância do projeto. “Enfrentamos um problema ambiental tão grave que é a disposição final dos resíduos sólidos. Conte conosco pra gente avançar nesta política pública tão importante”, disse o ministro ao presidente do Consórcio.

Silveira destacou que o Brasil já referência em energias limpas e renováveis, principalmente solar e eólica, grandes fontes de geração de emprego e renda. A transformação de resíduos em energia, por meio da Central de Tratamento Consimares, ampliaria essas fontes de energia limpas e renováveis.

Mauricio Baroni agradeceu aos apoios e reconhecimento da importância do empreendimento para a região. “Evento sensacional em Hortolândia. O Ministro de Minas e Energia veio ratificar o apoio ao nosso projeto que vai transformar o lixo em energia elétrica com sustentabilidade, respeito ao meio ambiente. É muito importante termos parceiros como o prefeito Zezé, o ministro Alexandre Silveira e o ministro Padilha. Gratidão em nome do Consórcio Consimares”

Silveira já havia sinalizado apoio ao projeto da Central de Tratamento de Resíduos Consimares, no último dia 22/11, durante reunião com representantes do Consórcio, em Brasília, para apresentação do projeto.

A Central de Tratamento e Resíduos beneficiará as sete cidades do território do Consórcio (Capivari, Elias Fausto, Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa, Santa Bárbara d´Oeste e Sumaré). A região, com cerca de 1 milhão de habitantes, produz 700 toneladas de resíduos por dia, que são levados para os aterros sanitários.

REDUÇÃO DE CO2

Quando estiver em funcionamento, o empreendimento evitará a produção de 438 mil toneladas/ano de gás carbônico equivalente (CO2) geradas pelo volume de lixo que chega aos aterros sanitários da região, o que representa uma redução de 90% dos gases de efeito estufa.

De acordo com o superintendente do Consimares, Mimo Ravagnani, a Central de Tratamento oferecerá soluções sanitárias, ambientais, econômica e social aos municípios. “A estrutura prevê galpão e equipamentos de triagem de resíduos recicláveis (plástico, vidro, metal e papel) que vai gerar trabalho e renda aos profissionais da reciclagem. Outro destino importante será dado aos resíduos orgânicos (restos de frutas, verduras, legumes e poda de árvore) que serão tratados a partir de um sistema de biocompostagem e voltarão à sociedade em forma de composto orgânico”, explicou superintendente, que é engenheiro agrônomo especialista em gestão de resíduos.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!