Portal de Indaiatuba

Sexta-feira, 19 de Julho de 2024
Rádio Jornal
Rádio Jornal

Notícias Economia

CPFL Piratininga regulariza mais de 5.800 instalações na região de Jundiaí e Sorocaba

A energia recuperada daria para abastecer o equivalente a 13.200 residências durante um ano

CPFL Piratininga regulariza mais de 5.800 instalações na região de Jundiaí e Sorocaba
Em Indaiatuba foram identificadas 502 irregularidades.
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando
Em ações de combate a fraudes e furtos, a CPFL Piratininga recuperou cerca de 26.600 Megawatts (MWh) desviados ilegalmente em 2023 na região de Jundiaí e Sorocaba, com o uso de tecnologia e apoio das autoridades policiais em operações especiais. O resultado ressalta o compromisso da CPFL em garantir um fornecimento justo e confiável para toda a sociedade. Além de ilegal, fraudar instalações ou furtar energia representam sérios riscos à segurança das pessoas, podendo causar instabilidade no fornecimento e pode ter reflexo da tarifa dos demais clientes.
 
Operação da CPFL Piratininga contra fraudes e furtos de energia   
 
Na região de Jundiaí e Sorocaba, equipes da distribuidora realizaram inspeções em residências, comércios e indústrias e regularizaram 5.882 instalações no ano passado. A cidade da região com mais instalações regularizadas foi Sorocaba, com 1.939 unidades. Em Indaiatuba, foram identificadas 502 irregularidades. Já em Jundiaí, outra importante cidade da região, foram 389 regularizações.
 
Além desses municípios, também passaram por inspeções e operações especiais da CPFL Piratininga:  Iperó, Votorantim, Salto e São Roque. Veja os números:
 

Instalações Regularizadas  

Municípios 

2022 

2023 

 SOROCABA

3.322

1.939

INDAIATUBA

843

502

IPERÓ

590

448

JUNDIAÍ

493

389

SALTO

601

375

VOTORANTIM

732

315

SÃO ROQUE

532

253

VÁRZEA PAULISTA

244

194

BOITUVA

524

184

CAMPO LIMPO PAULISTA

326

169

 

Segundo Rafael Lazzaretti, diretor Comercial da CPFL Energia, a quantidade expressiva de energia recuperada é resultado de inspeções mais assertivas, impulsionadas pela aplicação de inteligência artificial no processo. "O uso da tecnologia possibilita o acompanhamento do consumo e a detecção remota de irregularidades, contribuindo para a redução da reincidência e a diminuição do número de inspeções necessárias", explica.

"Outra tecnologia que empregamos no combate às fraudes é a blindagem das medições, inclusive nos grandes clientes, como indústrias e comércios. Os medidores com essa tecnologia são acessíveis apenas aos técnicos da empresa e proporcionam acompanhamento do consumo em tempo real, permitindo que a leitura e faturamento sejam realizados à distância. Só em 2023 blindamos cerca de 37.000 estabelecimentos das quatro distribuidoras da CPFL Energia", conta Lazzaretti.

Em toda a área de concessão da CPFL Piratininga, as ações resultaram, no total, em 38.500 MWh recuperados e 15.441 instalações identificadas como fraudadoras, que foram autuadas e regularizadas em 2023.

Operações Especiais

As operações conduzidas pela CPFL Piratininga, em conjunto com autoridades policiais, flagraram irregularidades em clientes de médio e grande porte em cidades importantes da região como Vinhedo, Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista.

Em dezembro de 2023 uma pessoa foi conduzida à delegacia durante operação um supermercado localizado no bairro Capela, em Vinhedo. A fiscalização, realizada pela CPFL Piratininga, identificou uma manipulação no medidor de energia do estabelecimento. 

Duas redes clandestinas de energia elétrica foram desligadas pela CPFL Piratininga no bairro São José 1, em Campo Limpo Paulista em setembro.  Já em junho do ano passado, cinco pessoas foram presas em flagrante durante operação de combate a fraudes e furtos de energia na cidade. A operação identificou ligações clandestinas que alimentavam 15  residências e um comércio localizados no bairro Marajoara. A equipe da distribuidora regularizou a medição, removendo todas as conexões clandestinas ligadas à rede elétrica. 

Três pessoas também foram presas em flagrante em Várzea Paulista, em um galpão de ferro velho e em uma empresa de entulho, em agosto passado. A fiscalização identificou ligações clandestinas que alimentavam os dois estabelecimentos, que foram regularizadas prontamente. 

Denuncie

A CPFL Piratininga reforça que furto de energia é crime, pode trazer riscos à segurança das pessoas e prejudica diretamente a população com instabilidade no fornecimento de energia, pois ligações clandestinas sobrecarregam a rede, deixando o sistema de distribuição mais suscetível às interrupções. Quem for flagrado cometendo a irregularidade terá cobrados os valores retroativos referentes ao período em que deixou de pagar pelo fornecimento. 

Além disso, as fraudes e furtos podem encarecer a conta de energia para todos. A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) distribui parte dos prejuízos causados pelas "perdas comerciais", como são denominadas as irregularidades, para a tarifa da distribuidora detentora da concessão da área, no momento das revisões tarifárias.    

Clientes da CPFL Piratininga podem contribuir de forma sigilosa para o combate ao furto de energia, por meio dos canais disponibilizados pela concessionária. Denúncias podem ser realizadas pelo aplicativo "CPFL Energia", disponível para todas as plataformas de dispositivos móveis, pelo site www.cpfl.com.br/fraude. Essa ação contribui para que a tarifa seja mais justa para todos os clientes.
 

Sobre a CPFL Energia 

  A CPFL Energia está há 111 anos no setor elétrico e atua nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e serviços. Desde 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a terceira maior organização empresarial do mundo e a maior empresa de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês.   

É a maior distribuidora em volume de energia vendida, com mais de 13% de participação no mercado nacional, atendendo cerca de 10,4 milhões de clientes em 687 municípios nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. 

Com 4.411 MW de capacidade instalada, está entre as maiores geradoras privadas do país, com atuação em fontes hidrelétrica, solar, eólica e biomassa.  

Atua de forma relevante também no segmento de transmissão, atendendo 87 subestações, que somam potência instalada de 14,9 mil MVA e mais de 6 mil quilômetros de linhas.  

O grupo CPFL conta ainda com uma operação nacional por meio da CPFL Soluções, fornecendo soluções integradas em gestão e comercialização de energia, eficiência energética, geração distribuída, infraestrutura energética, serviços de consultoria para descarbonização e certificações de energia renovável (I-REC).  

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3. O Grupo também ocupa posição de destaque em investimento social privado, com projetos de cultura, esporte e educação, por meio do Instituto CPFL. 

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!