Portal de Indaiatuba

Sexta-feira, 19 de Julho de 2024
Rádio Jornal
Rádio Jornal

Notícias Cidade

Água de chuva não pode ser direcionada para rede de esgoto

Saae alerta sobre a importância do despejo da água pluvial principalmente nos períodos de chuvas intensas

Água de chuva não pode ser direcionada para rede de esgoto
Portal de Indaiatuba
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O maior problema enfrentado pelo Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae) nos períodos de fortes chuvas são as ligações irregulares entre a rede de drenagem pluvial (água de chuva) e a rede de coleta de esgotos das casas, prédios, estabelecimentos comerciais ou industriais. Como no Brasil é comum que as chuvas produzam um grande volume de água instantâneo, essas ligações indevidas colaboram também com inundações.

Outro agravante apontando pela autarquia, é o lixo descartado nas ruas que causam o entupimento dos bueiros e em dias de chuva a água transborda para as vias públicas.  O Saae destaca a Campanha de Conscientização “Rede de Esgotos Não é Lixeira”. A ação é retomada constantemente para atentar a população sobre a importância de jogar lixo nas lixeiras e não nas redes de esgotos.

As tubulações de coleta de esgotos são dimensionadas para receber água residual de ralos de pias, chuveiros e vasos sanitários e não água de chuva que devem ser escoadas por outra tubulação. Quando a água de chuva é direcionada à rede de esgoto, eleva o volume de água na tubulação causando muitos danos ao meio ambiente com o retorno do esgoto sem tratamento nas ruas e imóveis, e ao sistema de coleta e tratamento de esgoto, com o rompimento de tubulações devido à sobrecarga, rompimento de equipamentos, perda de eficiência do sistema de coleta e o tratamento na Estação de Tratamento de Esgotos Mario Araldo Candello (ETE MAC) fica prejudicado pois o esgoto chega muito diluído.

Já as galerias de água pluvial são projetadas para escoar um volume muito maior de água. Elas coletam a água das sarjetas e a conduz diretamente aos rios, lagos e córregos, uma vez que essa água não necessita passar por tratamento antes de retornar ao meio ambiente. A Secretaria Municipal de Obras Públicas é responsável pelo escoamento dessas águas, enquanto as redes de esgotos são de responsabilidade do Saae.

O Superintendente do Saae, Eng. Pedro Claudio Salla, alerta sobre a importância da população interligar corretamente suas tubulações para evitar os problemas que vem acontecendo nas estações elevatórias de esgotos e em todo sistema devido às chuvas de dezembro e janeiro.  Ele explica que quando essa separação não é respeitada, a própria população é a maior prejudicada, pois deixa de ter um sistema operando com eficiência.

O Saae alerta a população que verifiquem em seus imóveis se as ligações estão corretas e façam as devidas correções para evitar problemas futuros. 

 

LEIA TAMBÉM:
Ruas nos bairros Jardim Colonial e Distrito Industrial mudam de direção

 

FONTE/CRÉDITOS: Redação
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!